Slow

11 nomes obrigatórios do rock progressivo português

Cid
Comentários (4)
  1. Bruno José Salgueiro Lamarosa diz:

    Muito obrigado por este trabalho! Muito interessante!

    Tenho apenas uma questão, a propósito do texto sobre o Quarteto 1111, diz o seguinte, e passo a citar:

    José Cid “…viria a ser substituído por Frei Hermano da Câmara quando prosseguiu a sua carreira a solo”, não me parece de todo correcto, pois quando o Quarteto 1111 grava com o dito Frei e fê-lo uma única vez, o próprio José Cid integra o Quarteto nessa gravação, e ainda iriam gravar o disco de que fala, um ano depois… É sabido que o Quarteto acompanhou vários artistas em estúdio, muitas vezes sem serem creditados nos discos.

    José Cid não foi substituído no Quarteto 1111; eles apenas acompanharam Frei Hermano da Câmara no seu disco de 1973.

    Cumprimentos.

    Bruno Lamarosa

    1. João Filipe diz:

      Grande Lista!

      Recomendo vivamente ouvirem o EP de estreia dos Amber Foil. Um projecto de rock progressivo Lisboeta que conta com a participação activa do Manuel Cardoso (Tantra) na produção, mistura e com uns belíssimos solos de guitarra!

      Fica o convite: https://www.youtube.com/watch?v=o9yCI11_jzg

      Se gostarem, dêem um like na página de facebook oficial pois é uma grande ajuda para o crescimento do projecto!

  2. Bruno José Salgueiro Lamarosa diz:

    Outra questão… Quando fala n’O período pós 25 de Abril do Quarteto, a que se refere?

  3. acho uma lástima que o brasileiro conheça tõo pouco a cultura produzida em Portugal- e vice-versa … não poderia acrescentar aqui uma lista de algumas bandas brasileiras de rock progressivo ??? como seria ótimo unir mais nossos países … eu queria conhecer mais os poetas, os escritores e os nomes dos diversos gêneros musicais produzidos em Portugal, com o tempo, ainda faço essa pesquisa – mas, repito, acho uma lástima que saibamos, cá no Brasil, pouco, quase nada – me refiro ao povo em geral – da tv, do cinema, de todas as áreas da rica cultura portuguesa, seja o tradicional, seja o moderno, seja o contemporâneo … André Costa , de Maceió- Alagoas, nordeste do Brasil.

Deixar resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *